AMBIENTE

AMBIENTE -

Vila Verde apela à consciência ambiental dos mais jovens

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Assinalando a celebração do Dia da Terra na Escola EB2,3 de Vila Verde, a presidente da Câmara Municipal, Júlia Fernandes, apelou esta sexta-feira à «ajuda» dos jovens alunos para «a defesa do planeta e da humanidade».

Num evento em que o vereador responsável pelo pelouro do ambiente, Patrício Araújo, apresentou dados do concelho relativos à produção de resíduos sólidos e números sobre a separação e reciclagem, Júlia Fernandes aproveitou para sensibilizar os alunos da «geração eco-escolas» para a responsabilidade de uma intervenção ambiental mais activa.

PUBLICIDADE

«Vós fazeis parte da geração privilegiada em termos de informação e sensibilização ambiental e eu espero poder continuar a vir cá içar a bandeira do projecto Eco-Escola, porque isso é sinal do excelente trabalho que aqui está a ser feito», afirmou a presidente do Município, numa escola que integra alunos do 5º ao 9º ano de escolaridade.

Nesse quadro, a autarca destacou o potencial papel que os jovens podem assumir na mudança de hábitos de vida que permitam contrariar os excessos consumistas e diminuir os índices de poluição, de forma a preservar os recursos naturais, o ambiente e a sustentabilidade da Terra.

Uma missão cuja urgência e importância a presidente da Câmara fez questão de enfatizar, lembrando as ameaças e os sinais que as alterações climáticas evidenciam nas mais diversas partes do mundo, incluindo no concelho e nas localidades onde cada um vive.

MAIS LIXO E MAIS RECICLAGEM

Numa sessão que contou com momentos de animação musical proporcionada por alunos e que contou com a participação de responsáveis da comunidade educativa, Patrício Araújo partilhou alguns números que «comprovam a aposta estratégica do município no ambiente e na sustentabilidade ambiental como uma prioridade política».

De acordo com os dados apresentados pelo vereador, a produção de resíduos sólidos urbanos aumentou 17,5% nos últimos anos, registando-se entretanto subidas mais acentuadas ao nível da separação e reciclagem: mais de 30%. Números com que o autarca confessou não estar ainda satisfeito.

«A preservação e o uso inteligente dos recursos naturais é o melhor presente que podemos dar ao nosso planeta neste Dia da Terra. A partir de hoje, devemos pensar e sobretudo agir todos os dias em favor do nosso planeta», apelou Patrício Araújo.

O autarca frisou ainda «a preocupação do Município com a crescente sensibilização da população para a necessidade de hábitos ambientalmente mais responsáveis e também mais sustentáveis», defendendo ainda a importância de promover um desenvolvimento sustentável enquanto «factor fundamental para a qualidade de vida das futuras gerações».

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.