DESPORTO

DESPORTO -

WRC2: Teemu Suninen despista-se e entrega primeiro lugar a Yohan Rossel

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Share on facebook
Share on twitter

TÓPICOS

Com uma vantagem de 57,4 segundos sobre o segundo classificado, Teemu Suninen despistou-se e entregou de bandeja a vitória a Yohan Rossel, na WRC2, prova de campeonato de rally paralelo ao Campeonato Mundial de Rally, que decorreu este fim-de-semana em Portugal.

Este despiste, no início da última classificativa, deitou tudo a perder para o piloto finlandês e a vitória pertenceu à Citroën, com a dupla Yohan Rossel e Valentin Sarreaud a levar para casa os pontos máximos na competição.

Depois da desistência da dupla Andreas Mikkelsen e Torstein Eriksen na noite de sexta-feira, dupla que dominava a competição até ao momento, a 55.ª edição do “Vodafone Rally de Portugal” no WRC2 viveu assim outro decisivo com este despiste na “Power Stage” de Fafe.

PUBLICIDADE

Com este triunfo algo inesperado, Rossel passou para a liderança da competição, com 61 pontos, ultrapassando Mikkelsen, que mantém os 51 com que chegou a Portugal.

«Uma pena para ele (Teemu). Honestamente, um segundo lugar até seria um bom resultado, mas esta segunda vitória da época, ainda para mais em terra, é excelente para o campeonato», congratulou-se o piloto francês.

Nos restantes lugares do pódio terminaram Kajetan Kajetanowicz e Maciej Szczepaniak, depois de a dupla polaca vencer a Super Especial de Lousada, sem nunca conseguir, no entanto, aproximar-se de Rossel. O terceiro lugar ficou entre ao britânico, Chris Ingram, que faz dupla com Craig Drew, da “Skoda Fabia Rally2 Evo”.

ARMINDO ARAÚJO FOI O MELHOR PORTUGUÊS

Num domingo em que Armindo Araújo já esperava ser o melhor português em prova, a dupla do piloto e Luís Ramalho, com um Skoda Fabia Rally2 Evo, viu Ricardo Teodósio e José Teixeira sofrerem uma penalização de 10 segundos na penúltima classificativa, em Felgueiras 2.

Desta forma, foi posto. um posto final em qualquer expectativa da equipa oficial da Hyundai Portugal em chegar à frente do Skoda Fabia e, desta forma, Armindo Araújo é pela 11.ª vez em 15 participações, o melhor português no “Vodafone Rally de Portugal”.

Armindo Araújo foi batido por Teodósio nas contas do CPR – que ficaram fechadas no final de sexta-feira – e só chegou à liderança entre os lusos após a segunda passagem por Amarante (PE15), na qual bateu o algarvio por 35,8 segundos. Daí até final, nunca mais saiu da liderança portuguesa.

«Foi uma grande operação, apesar dos dois furos que sofremos na sexta-feira», contou Armindo Araújo, destacando, para além disso, a capacidade de «recuperar o tempo perdido para sermos os melhores portugueses».

 

Share on facebook
Partilhe este artigo no Facebook
Share on twitter
Twitter
COMENTÁRIOS
OUTRAS NOTÍCIAS

Acesso exclusivo por
um preço único

Assine por apenas
2€ / mês
* Acesso a notícias premium e jornal digital por apenas 24€ / ano.